Busca por Profissional

Conheça as vantagens que você poderá ter sendo um associado e como fazer para associar-se.

Notícia

Publicado em: 25/03/2011 16:03

Projeto prevê aproveitamento de terreno que hoje está vazio, atrapalhando a ligação de bairros ao centro

Por unanimidade, as lideranças e a comunidade aprovaram a implantação do Novo Centro de Cianorte proposta pelo governo municipal, durante audiência pública que reuniu cerca de 500 pessoas na noite da última quinta-feira (17), no anfiteatro da Universidade Paranaense (Unipar).

Após uma explanação sobre o projeto, feita pelo secretário de Desenvolvimento Municipal, Nelson Magron Junior, o arquiteto Alexandre Doege detalhou como será a urbanização do local, incorporada como Zona de Comércio e Serviço 1 (ZCS1). Uma das exigências é que os lotes tenham no mínimo de 800 m². Além disso, a implantação do sistema favorecerá a continuação de algumas vias e a constituição de áreas institucionais.

O projeto prevê o aproveitamento de um terreno que hoje está vazio e até atrapalhando o tráfego, pois os moradores da Vila Sete têm de dar uma volta enorme para chegar às vias que ligam ao centro da cidade. No local será construída uma nova área comercial e o município terá lotes reservados que poderão ser destinados ao lazer, espaços culturais e outros benefícios, defendeu o prefeito Edno Guimarães (PMDB), afirmando que a instalação do Novo Centro está aliada à movimentação econômica e valorização da cidade.

O vice-prefeito José Antonio Laguilo disse que tirar os trilhos da área central, outra mudança em discussão, é uma tendência das grandes cidades, pois eles trazem uma série de constrangimentos e problemas, especialmente com a questão da segurança. Sobre a criação do Novo Centro, Laguilo falou que é uma necessidade, já que quando a Companhia Melhoramentos Norte do Paraná planejou o município, há cerca de 70 anos, não podia prever a importância que a área em questão ganharia com o passar do tempo.

Lutamos para estender a ferrovia até Guaíra, mas sem passar por dentro do município, já que os trilhos representam perigo para a população e empecilho ao trânsito. Dessa forma vamos desafogar as rodovias, pois é intenso o tráfego de caminhões pelas estradas da nossa região, defendeu o deputado estadual Jonas Guimarães. Com a linha férrea, boa parte da carga poderá seguir de trem.

ÁREA OCIOSA

A presidente da Câmara de Vereadores, Santina Buzo, afirmou que devido à localização geográfica privilegiada e ao fato de a área estar ociosa, o projeto apresenta uma ótima maneira de aproveitamento do espaço e oferece subsídios para o crescimento do comércio e valorização da Zona 7.

Após a apresentação dos projetos, a comunidade pode esclarecer dúvidas quanto à implantação e apresentar sugestões. Parte das questões referiu-se ao tráfego e também à destinação de áreas para a criação de espaços destinados à cultura e lazer. A Companhia Melhoramentos Norte do Paraná, proprietária da área, foi representada pelo seu gerente de administração, Maurício de Souza.

Projeto e hierarquia viária

O Novo Centro de Cianorte resultará do parcelamento de solo urbano da região popularmente conhecida como esplanada, de propriedade da Companhia Melhoramentos Norte do Paraná. Com uma área de 142.393 m², o local possui excelente localização geográfica. Ao ser loteado e incorporado à ZCS1, passará a seguir códigos e normativas reguladoras da zona específica.

Nesse caso, a linha férrea que passa pelo local será desativada. Essa recomendação já vem da Ferrosul que prevê que as linhas que ligam Cianorte a Guaíra não poderão mais passar pelo perímetro urbano. A idéia é que um novo modelo ferroviário seja implantado na região do município.

Segundo o projeto, para existir um crescimento urbano ordenado o traçado exige atenção especial. Nesse sentido, dar prosseguimento ao fluxo hoje existente tornou-se vital para o crescimento. Por isso, todas as vias urbanas existentes que encerravam seu curso no antigo pátio ferroviário receberão continuidade. O local, que antes dividia física e economicamente certas áreas, passará a fomentar o crescimento das mesmas, devido a esse novo fluxo e potencial econômico.

Outro fator importantíssimo é dar continuidade à Avenida Souza Naves, fluxo vital para o comércio do Novo Centro. Parte dela irá invadir a Praça Santos Dumont e atravessar perpendicularmente a avenida América, criando um novo cruzamento entre as duas avenidas.

Fonte: Tribuna de Cianorte

Mais notícias

Geral

Crea-PR lança o Livro de Ordem digital, ferramenta prática e gratuita de gestão de obras e serviços

Postado em 25/03/2011 16:03

Geral

11 de Dezembro dia do(a) Engenheiro(a)

Postado em 25/03/2011 16:03

Geral

Engenheiro Ricardo Rocha de Oliveira é reeleito como Presidente do Crea-PR

Postado em 25/03/2011 16:03

Geral

Eleições do Sistema Confea/Creas e Mútua 2020

Postado em 25/03/2011 16:03

Geral

Boletim Informativo

Postado em 25/03/2011 16:03