Busca por Profissional

Conheça as vantagens que você poderá ter sendo um associado e como fazer para associar-se.

Notícia

Publicado em: 15/12/2017 16:21 | Fonte/Agência: . | Autor: Marcelo Guimarães – Engenheiro Civil Crea: PR-62.335/D

Execução de obra por administração

Diferente do simples acompanhamento, o sistema de execução por administração vai muito além de algumas visitas técnicas ao canteiro de obras. Quando bem administrada uma obra pode ter uma grande redução de custos e ainda ser entregue antes do prazo de execução previsto.

           Este tipo de serviço é ideal para quem quer construir mas não deseja ser responsável pelo processo como um todo, desejam apenas contratar pessoas capacitadas que se encarreguem de tudo (contratos, controle dos recursos financeiros, elaboração de relatórios, documentos e extratos  ,fiscalização sobre desperdício de materiais, aquisição de insumos, mão de obra, etc.... ), pois sabem que feito isso diminuíram ao máximo seus problemas na obra pois  esses profissionais habilitados estarão  prontos a assumir tudo o que for necessário para o bom andamento de cada etapa do processo durante a edificação.

A relação cliente/profissional na execução por administração se inicia com um orçamento detalhado aonde é realizado o cálculo de custos da obra em questão. Esses valores são apresentados a partir de dados levantados do projeto arquitetônico ou do estudo preliminar, aonde sempre são utilizados valores atualizados de mercado, ou também valores de índices médios decorrentes da experiência do profissional em obras similares.

Esses valores a serem gastos, serão sempre decorrentes das melhores condições encontradas e negociadas pelo profissional contratado, que caso a caso buscará o melhor resultado técnico e financeiro.  Cabe aqui ressaltar que o pagamento da mão de obra e dos serviços é feito por medição de acordo com o que é executado na obra no decorrer dos prazos.

Finalizado o orçamento inicia-se a obra em si, e para que essa etapa continue sendo viável para o cliente o   profissional deverá oferecer ao mesmo um sistema de trabalho compatível com o andamento da obra, aonde o cliente não terá nenhum tipo preocupação. As condições de pagamento dos materiais, mão de obra e serviços deverão ser as mais convenientes possíveis, e, além disso para que haja a melhor solução em cada caso, tanto no ponto de vista técnico, estético ou financeiro, o contratado deverá utilizar profissionais especializados para cada tipo de serviço.

           Também é muito importante que durante a obra sejam realizados periodicamente relatórios de acompanhamento do resultado financeiro, onde, para cada item de compra (cimento, areia, tijolo, revestimento, etc.), inseridos em cada item de custo (alvenaria, estrutura, telhado etc.), seja comparado o valor realizado com o valor previsto no orçamento permitindo ao cliente evitar surpresas financeiras desagradáveis ,direcionar as decisões de escolha e compra, além de programar seus gastos futuros (prazos de pagamento, novas inclusões, mudanças nas escolhas de acabamento etc.).

Mais quais são os custos efetivos da administração e da obra?

Os valores do orçamento são líquidos e não consideram perdas, erros, desperdícios, retrabalho etc.., pois consideram que a obra será administrada com excelência.  Estima-se que obras que não são bem administradas, geram desperdícios de até 30%, sendo que em casos de reforma, essa porcentagem aumenta ainda mais devido ao alto índice de imprevistos que ocorrem durante o processo.

Com a contratação de um profissional capacitado e que seja experiente em administrar obras, espera-se reduzir este número para menos de 10%, sendo que o valor ideal seria em torno de 5%.

Já a taxa de administração é prefixada e calculada com base no orçamento inicial, sendo o valor médio 10% do custo previsto da obra.

Essa porcentagem aliada às melhores condições de compra normalmente conseguidas pelo administrador, sugere que a equação custo líquido + administração quase sempre resultará no menor custo final da obra.

Analisando tudo o que foi dito acima, podemos concluir que existem vários motivos para que cliente e  profissional optem pelo sistema de administração, pois nele os dois lados saem favorecidos no que diz respeito a qualidade, prazos e também custos finais , pois todas as condições de pagamento (promoções, parcelamentos e descontos) são revertidos ao cliente, que, além de ganhar tempo e reduzir gastos ainda minimizará seus problemas durante a obra  podendo ainda remanejar todos os seus desembolsos de acordo com as condições de cada fornecedor, e pagará apenas pelo que foi executado. Por outro lado o construtor não tentará economizar de forma indevida, será melhor remunerado e acompanhará todas as etapas, por ser ele o responsável por todas as compras e contratações, e finalmente os dois (cliente e profissional) estarão contribuindo indiretamente com o futuro da humanidade, pois com a  diminuição  no desperdício de materiais a obra se tornará mais sustentável fazendo com que  o impacto gerado ao meio ambiente seja bem menor do que o impacto gerado pelo sistema convencional.  A administração de obras deverá ser realizada com a contratação de um profissional habilitado.

Mais notícias

Geral

Crea-PR lança o Livro de Ordem digital, ferramenta prática e gratuita de gestão de obras e serviços

Postado em 15/12/2017 16:21

Geral

11 de Dezembro dia do(a) Engenheiro(a)

Postado em 15/12/2017 16:21

Geral

Engenheiro Ricardo Rocha de Oliveira é reeleito como Presidente do Crea-PR

Postado em 15/12/2017 16:21

Geral

Eleições do Sistema Confea/Creas e Mútua 2020

Postado em 15/12/2017 16:21

Geral

Boletim Informativo

Postado em 15/12/2017 16:21