Busca por Profissional

Conheça as vantagens que você poderá ter sendo um associado e como fazer para associar-se.

Notícia

Publicado em: 22/08/2013 11:08

Antes de sair comprando todos os produtos ecológicos que podemos encontrar por aí, é preciso levar alguns fatores em consideração. Como exemplo, não é interessante instalar um aerogerador (gerador de energia que usa como matéria prima o vento) em um local onde raramente venta. Obviamente será muito investimento para pouco retorno. Ou mesmo instalar um módulo fotovoltaico para captação da energia solar em um local com fornecimento de energia convencional, pois não é viável financeiramente, dado que essa tecnologia não alimenta máquinas de uso doméstico, como microondas ou lavadora de roupas. Por isso é fundamental iniciar a construção com um projeto feito por profissionais capacitados, que irão analisar a sua necessidade e saberão exatamente quais tecnologias serão viáveis em relação ao meio em que a construção será erguida, evitando assim desperdícios tanto ambientais quanto financeiros. Materiais de construção sustentáveis Um dos primeiros fatores a se pensar no momento que se vai construir uma casa ecologicamente correta é o uso de materiais de construção alternativos. São diversas opções que, além de respeitarem o meio ambiente, ainda trazem muito charme ao projeto de arquitetura. Abaixo, apresentamos essas opções: Piso de Bambu O Bambu é uma matéria prima altamente sustentável, pois é abundante e renovável. Devido à velocidade de seu crescimento, pode ser colhido anualmente, sem prejuízos à natureza. O piso de bambu é uma excelente opção de revestimento para quem não abre mão de beleza aliada a durabilidade e muita resistência. Mais duro que Jatobá e mais durável que Eucalipto, requer pouca manutenção: basta limpá-lo com um pano úmido, pois ele dispensa o uso de cera. Além disso, é muito fácil de instalar, permitindo um ótimo acabamento. Tinta Mineral Natural Também conhecida por Tinta Mineral Ecológica, é feita à base de terra crua e emulsão aquosa. A matéria prima para essa tinta é retirada de jazidas certificadas. A Tinta Mineral não agride o meio ambiente, não possui nenhum tipo de Composto Orgânico Volátil (COVs ? tido como um perigoso poluente), nem biocidas, estabilizantes ou corantes. São vendidas em embalagens reutilizáveis ou recicláveis. Além da tinta branca, o produto também oferece cores únicas e intensas, como terracota, café, grafite, preto e outras. Sua espessura varia de acordo com a intenção: pode ser feita fina, para pintura de superfícies (tanto interna, quanto externa), ou mais espessas, para texturas. Também pode ser usada em diferentes superfícies, de alvenaria a isopor. A Tinta Natural é durável, lavável, não descasca com a umidade e ainda ajuda na manutenção de umidade relativa do ar e troca de calor. Esse produto não faz nenhum mal à saúde e ainda ajuda a promover um ambiente saudável, livre de mofos e fungos. Madeira Plástica Uma opção sustentável para o uso da madeira em ambientes externos (decks, piers e outros) é o uso da Madeira Plástica. Esse material é altamente resistente à corrosão de intempéries e é imune à pragas, cupins, insetos e roedores. Apesar da aparência lembrar muito a madeira comum, sua fabricação é feita com diversos tipos de plásticos reciclados e resíduos vegetais de agroindústrias. Além de decks, piers, assoalhos em geral e revestimentos de fachadas e paredes, esse material pode ser amplamente usado em objetos de uso diário e decoração, como mesas, bancos, lixeiras, guarda-copos e outros. A Madeira Plástica não empena, não racha e não solta farpas, como a madeira comum. Além disso, não absorve umidade e, portanto, não cria fungos nem mofa. Também não precisa de pintura ou qualquer outra manutenção. Superadobe Diferente do que muita gente pensa, o superadobe é uma excelente alternativa para projetos arquitetônicos modernos e diferenciados, inclusive sendo prático na construção de paredes curvas ou com formatos não convencionais. Produzido através de terra argilosa, esse material é extremamente resistente, suportando qualquer tipo de intempérie, já tendo sido, inclusive, comprovada como segura em casos de terremoto. Além disso, é um isolante natural, ou seja, é naturalmente térmico, mantendo a temperatura interna confortável, resultando em economia com aquecimento ou refrigeração. O processo de construção usando o superadobe é bastante simples e a construção toda pode ser feita em tempo recorde. O telhado ganha mais importância Telhado Verde e Revestimento Vivo O Telhado Verde (Green roof) consiste numa excelente opção paisagística e ecologicamente correta em áreas urbanas, cada vez menos arborizadas. Passando por um preparo orientado por um profissional capacitado, que irá impermeabilizá-lo, qualquer casa ou edifício poderá ter um telhado verde. Além de transformar o telhado em um ambiente agradável, ele ainda auxilia a diminuir o problema de enchentes e do aquecimento global. Também melhora significativamente a qualidade do ar e funciona muito bem como isolante térmico, gerando economia em energia elétrica. Periodicamente é feita uma vistoria, afim de se evitar acidentes. Sua manutenção é bastante simples e varia de acordo com as plantas escolhidas. Em geral são escolhidas plantas que necessitem pouca poda e irrigação e que suportem bem as intempéries, mantendo-se verdes por todo ano. A rega pode ser feita de forma manual ou automática, dependendo do investimento que se queira fazer. Energia Fotovoltaica O espaço do telhado pode ser muito bem aproveitado com a instalação de Módulos Solar Fotovoltaicos, que convertem a luz do Sol em energia elétrica confiável, limpa e sem interferências externas. É confiável e permite uma fonte inesgotável e gratuita de energia. Além disso, não produz poluição ou resíduos e pode ser utilizada tanto em obras em andamento quanto em construções finalizadas. É possível, inclusive, armazenar a energia utilizando baterias estacionárias (banco de baterias), geralmente dimensionadas para suprir por até quatro dias, podendo atender a totalidade do consumo de eletricidade de uma residência, praticamente zerando a conta de luz.. Aquecimento solar de água Através de placas de captação instaladas sobre o telhado, é possível usar a energia solar no aquecimento de água, tanto para uso doméstico quanto para hotéis, hospitais, indústrias ou qualquer outro que requeira pequenos ou grandes volumes de água aquecidos a até 70°. O aquecedor solar permite uma grande economia no uso de chuveiro e aquecedores de piscina, entre outros, além de ser ecologicamente correto, já que a energia gerada para o aquecimento da água é gratuita e limpa. hidráulica: economia e preocupação com o meio ambiente Água da chuva A água da chuva pode muito bem ser utilizada em descargas sanitárias, irrigação de jardins, limpeza de calçada, pátios, paredes, veículos, em espelhos e fontes d?água, sistemas de resfriamentos, entre outros, economizando assim a água tratada, que poderá ser usada apenas para fins mais nobres. Para isso, é necessário ter na construção um sistema de captação e armazenamento dessa água. O princípio desses sistemas é simples: a água é captada antes que entre em contato com o solo ou local de trânsito de pessoas, animais e veículos, evitando assim contaminação, através de telhados e calhas que direcionam a água para um filtro autolimpante que irá retirar os resíduos e levá-la diretamente para cisternas. Esse sistema pode ser aplicado tanto em residências em construção (usando uma rede hidráulica separada da rede de água potável da rua) quanto em casas já construídas, onde é possível aproveitar a água de chuva externamente, em jardins, limpeza de pisos, calçadas e carros, etc. Tratamento biológico de esgoto Esse sistema (ETE) trata o esgoto no local onde foi gerado e o transforma em água tratada e desinfectada, que poderá ser devolvida ao ambiente sem risco de contaminação, ou reaproveitada, economizando assim a água potável para fins mais nobres. Pode ser utilizado em qualquer tipo de construção, residencial ou comercial, inclusive pequenas cidades, bairros e vilas. Elimina agentes patogênicos (bactérias, vírus, fungos, protozoários, helmintos e alguns tipos de vermes) em até 100% e remove até 50% de nitrogênio e fósforo, permitindo a reutilização da água para diversos fins. Além de possuir um belo aspecto visual, agrega valor a construção, é simples e rápido de instalar, requer um mínimo de obra civil e é barato. Tem funcionamento autônomo e pode ser instalado abaixo da superfície, deixando a área acima livre para outros usos, como estacionamento. Reuso de esgoto tratado Em lugares onde moram mais de uma família, é possível tratar o esgoto para que a água possa ser reutilizada para fins menos nobres, como rega de jardins e cultivos, lavagens de pisos, paredes, calçadas, descarga sanitária etc. Dessa forma, contribui para a conservação da água potável. A água tratada por esse sistema não apresenta vírus ou bactérias, não possui cheiro, nem cor. Esse sistema reduz o consumo (e consequentemente a conta) da água fornecida pela companhia pública e agrega valor de mercado e imagem à construção. Energias renováveis e aquecimento Energia Fotovoltaica Como já dito anteriormente, esse sistema é confiável e permite uma fonte inesgotável e gratuita de energia. Não produz poluição ou resíduos e pode ser instalado tanto em obras em andamento quanto em construções finalizadas. Utilizando baterias estacionárias (banco de baterias), pode suprir por até quatro dias de sol insuficiente. Novas instalações poderão ser conectadas à rede de distribuição, dispensando o uso de baterias. Neste modelo, há a compensação entre energia gerada e consumida pela unidade. Saiba mais detalhes sobre instalações domésticas de energia fotovoltaica. Energia eólica Os geradores eólicos (ou aerogeradores e turbinas eólicas) são capazes de produzir continuamente até 4 vezes mais energia que os módulos solares fotovoltaicos. Quando previsto, utiliza baterias para armazenamento de energia, dimensionadas para suprir até 3 dias e noites em que o vento não seja suficiente para o consumo da construção, possibilitando assim autonomia do sistema. Essa energia pode ser usada em bombeamentos de água, iluminação residencial, comercial ou pública, computadores, televisores, rádios, geladeiras e outros. É confiável, inesgotável e gratuita, além de limpa e sem ruídos. No entanto, assim como a fotovoltaica, ela não substitui economicamente a energia convencional se esta estiver disponível e não poderá ser utilizada para alimentar sistemas de aquecimento ou resfriamento de água, lâmpadas incandescentes, máquinas de lavar e outros.

Mais notícias

Geral

Crea-PR lança o Livro de Ordem digital, ferramenta prática e gratuita de gestão de obras e serviços

Postado em 22/08/2013 11:08

Geral

11 de Dezembro dia do(a) Engenheiro(a)

Postado em 22/08/2013 11:08

Geral

Engenheiro Ricardo Rocha de Oliveira é reeleito como Presidente do Crea-PR

Postado em 22/08/2013 11:08

Geral

Eleições do Sistema Confea/Creas e Mútua 2020

Postado em 22/08/2013 11:08

Geral

Boletim Informativo

Postado em 22/08/2013 11:08